segunda-feira - 23, janeiro, 2012 | por: Bom Retiro Na Moda

A moda parou a Estação da Luz

Foto site: Petiscos - Julia Petit
Foto site: Petiscos - Julia Petit

Em todas as temporadas da semana de moda paulistana, o estilista Reinaldo Lourenço prefere a Fundação Armando Álvares Penteado à Bienal do Ibirapuera para apresentar sua coleção. Ontem ao meio-dia, a Cavalera transformou os corredores da Estação da Luz, no Centro, em passarela. E hoje será a vez da Neon usar o espaço do Tucarena, o palco do Teatro da Universidade Católica de São Paulo (Tuca), em Perdizes.

“Alguns locais da cidade são na verdade cenários prontos para desfiles e filmes”, disse Daniela Thomaz, que foi a cenógrafa do desfile da Cavalera. E por isso são muito procurados. A Estação da Luz é uma delas. “Achei que seria muito difícil conseguir fazer o desfile aqui, mas a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) adorou a ideia.”

História 
“Este é um espaço seguro e muito preservado, que conta um pedaço da história da cidade. Queremos mostrar isso para a população. Parece mentira, mas tem muito paulistano que não conhece a Estação da Luz”, disse Fábio Angeloni, de 32 anos, assistente de novos negócios da CPTM.

A Cavalera levou ontem ao Centro um público de 720 pessoas. A grande maioria foi de táxi, apesar da estação de metrô ter uma saída dentro do saguão do prédio onde seriam os desfiles. Uma das vantagens desses desfiles é trazer para o Centro um público que não frequenta a região. “O desfile vincula o centro a um acontecimento bom, principalmente depois de 20 dias de ocupação da cracolândia pela polícia”, disse Daniela. O tema da coleção da marca foi Faroeste Americano. “Esta é uma região que reúne prostitutas, drogados, turistas e compradores. A região simboliza a cidade”, disse Alberto Hiar, dono da grife.

Fazer um desfile fora da Bienal é muito mais complicado. Dos 29 desfiles deste ano, 24 são em uma das três salas de desfiles da Bienal. Elas são equipadas com camarins grandes para receber mais de 20 modelos por desfile, além das equipes de beleza, de produção e de camareiras. E onde acontecem mesmo os desfiles, há isolamento acústico e equipamento profissional de som e luz para transformar a roupa na grande estrela da noite. Entretanto, quando a marca escolhe locação externa, tudo funciona no improviso por maior que seja a produção.

Inspiração
Ontem, foram apresentadas no prédio da Bienal as coleções de Jefferson Kullig, FH por Fause Haten, Juliana Jabour e Colcci. A Fause Haten buscou inspiração nas belezas naturais do Havaí para a coleção de inverno e emocionou a plateia, segundo críticos especializados. O colar havaiano ganhou uma versão em estola, ou aparece de forma mais explícita, bordado no dorso de vestidos. Os hibiscos e folhagens também estão nas estampas e nos paetês, se contrapondo à limpeza de imagem de peças justíssimas, concebidas em faixas transparentes junto a outras em tecido verde e rosa.

O ator norte-americano Ashton Kutcher, ex-marido de Demi Moore, chegou ontem à noite ao prédio da Bienal para assistir ao desfile da Colcci. No ano passado, ele pisou na passarela. Desta vez, os holofotes no desfile da Colcci foram para Alessandra Ambrósio, que abriu o desfile de inverno de shortinho e casaco camuflado. Grávida de cinco meses, a top e angel da Victoria’s Secret foi sucedida na passarela por Ana Claudia Michels. No desfile da marca, um grande relógio compôs o fundo de cena. As roupas estavam predominantemente em tons escuros, com roxo, vermelho e laranja quebrando a seriedade em determinados pontos.

Micro e pequenas nas passarelas

foto: Estação da Luz por Thiago Bernadesae - Diário do Comércio

O micro e pequeno empresário dos setores têxtil, de confecção, gema, joia, calçado e acessório de couro poderá aprender sobre inovação e vivenciar o universo de criação de grifes internacionais, que participam de grandes eventos como a São Paulo Fashion Week (SPFW), por exemplo. Esta é a proposta de um convênio que prevê consultoria, capacitação, palestras e participação dos empreendedores nas feiras, workshops e exposições de eventos do setor, assinado na sexta-feira entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Instituto Nacional de Moda e Design (In-Mod) – que é o realizador do SPFW, Fashion Rio, Rio-à-Porter, Revista Mag! e Movimento Hot Spot.

A união das micro e pequenas empresas com profissionais especializados em inovação é considerada importante neste momento, em que o setor têxtil vive uma competição acirrada com os produtos da China. “Temos de ter uma economia competitiva. O objetivo é elevar o patamar de nossos produtos, com criatividade, para driblar esse cenário”, disse o presidente do Sebrae nacional, Luiz Barretto.

Para o presidente do In-Mod, Paulo Borges, é uma oportunidade para o desenvolvimento da moda e da inovação e, ao mesmo tempo, de inclusão para estas empresas. “Isso acontece num momento estratégico para o Brasil, que enfrenta muitos desafios e virou a rota do mundo. Em 2050 vamos colher o que plantamos agora”, disse Borges.

O projeto, intitulado Contextualizar na Moda, receberá um investimento de R$ 20 milhões, que serão divididos igualmente entre o Sebrae e o In-Mod. O convênio começa hoje e termina em 2014 e vai atingir diretamente 250 micro e pequenas empresas e, indiretamente, oito mil, em todo o Brasil. A estimativa é que 35% destas empresas estejam sediadas na Capital paulista.

Segundo dados do Sebrae nacional de 2009, o faturamento anual médio das micro e pequenas empresas do setor era de R$ 171 mil.

Barretto, do Sebrae, lembrou que as empresas poderão participar da SPFW como espectadoras e até como fornecedoras. “Esperamos que, em três ou quatro meses, possamos apresentar experiências concretas e casos de sucesso para os desfiles da coleção primavera-verão. Quem sabe, em dois ou três anos, uma pequena empresa desfile com sua própria marca”, disse.

Seleção – O diretor superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano, afirmou que as empresas interessadas em participar do processo seletivo para participar do convênio devem procurar a entidade a partir desta semana. “Vamos divulgar os critérios de seleção no nosso site. Quem já participa do Sebrae será convidado”, disse Caetano. (Rejane Tamoto)

fonte: Jornal Diário do Comércio
Publicado em Domingo, 22 Janeiro 2012 22:09

Compartilhe!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>